Chás para emagrecer e desinchar: realmente funcionam?

121
barriga inchada

Está cada vez mais popular as infusões com mix de ervas, seja no mercado ou pela internet, com a promessa de levar à perda de peso e desinchar.

Vira e mexe alguma erva se tornou famosa, como o chá verde e o hibisco.

Agora a moda da vez é a mistura, uma combinação de folhas de chá-verde, mate verde, hortelã, sálvia, carqueja e alecrim, além do pó da raiz desidratada do gengibre e a semente de guaraná.

Essas misturas prometem acabar com a retenção de líquidos e viabilizar o emagrecimento, e os fabricantes estão ganhando bastante dinheiro com isso. Além de oferecer um estímulo diurético, que ajuda na eliminação de líquidos pelo corpo, também combate a formação de gases.

A combinação dessas ervas ainda apresenta ação termogênica, elevando o gasto calórico e facilitando o emagrecimento.

Ainda, muitas dessas misturas tem propriedades anti inflamatórias, que tornam o organismo mais saudável.

Para experimentar tudo isso na prática, a ingestão deve ser feita durante o dia, seja o chá quente ou frio – isso fica a critério de quem está tomando.

Mas antes de comprar esses chás, é preciso gerenciar as expectativas, pois não é só tomar um chá que a barriga vai embora, por exemplo. Não existem milagres quando se fala em perda de peso.

O efeito dos chás no emagrecimento é discreto. Quem busca esse objetivo precisa combinar uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos e ter uma boa noite de sono. Mas o chá ajuda sim, no processo.

Chás que tem feito sucesso

  • Sálvia: é uma erva que reúne vários ativos, como óleos essenciais, flavonóides, que são responsáveis por combater a formação de gases, além de serem diuréticos.
  • Mate verde: com um papel antioxidante, anti-inflamatório, diurético e lipolítico, aumenta a queima de gordura, devido a presença de xantinas.
  • Hortelã: ajuda na digestão de proteínas, e por causa do mentol favorece o funcionamento do intestino e reduz a formação de gases.
  • Gengibre: essa raiz tem bioativos com ação anti-inflamatória e diurética, e ajuda a acelerar o metabolismo e estimula a queima de gordura.
  • Guaraná: apresenta substâncias que elevam o gasto calórico e baixam o colesterol
  • Chá-verde: além de ser diurético e dar ânimo, ajuda a impedir o acúmulo de gordura.
  • Carqueja: melhora a digestão e impede o acúmulo de gordura nas células, evitando também a retenção de líquidos.
  • Alecrim: contém substâncias que previnem o estufamento causado pelos gases e tem potencial antioxidante e anti-inflamatório.

flancos

Como um chá pode ajudar no emagrecimento?

O estilo de vida sedentário, alimentação desequilibrada, excesso no consumo de sal, baixa ingestão de água e alterações hormonais ajudam a ganhar peso e inchaço.

Ainda, o metabolismo de cada pessoa é diferente e sozinho, um chá não tem o poder de resolver tudo isso.

Mas por ter uma quantidade limitada de cada ingrediente, uma mistura ajuda na ação das ervas dentro do organismo.

Algumas ervas isoladas e em maiores concentrações oferecem ótimos resultados, como no caso do chá-verde, que é feito a partir da planta Camellia sinensis, que também dá origem ao chá-branco e ao chá-preto.

Em estudos realizados, mulheres acima do peso que testaram o consumo da bebida por dois meses verificaram que ela impulsionou o emagrecimento – principalmente se aliada ao exercício físico.

Um dos motivos é a concentração de catequinas, que favorecem a quebra de gorduras. A cafeína presente na planta também contribui para a transformação dessa gordura em energia.

A erva mate é uma opção mais barata e estudos comprovaram que pessoas que consumiram cápsulas com a erva tiveram redução no percentual de gordura corporal após 12 semanas de uso.

Ainda, mais uma pesquisa chegou a identificar efeito emagrecedor da bebida entre indivíduos com alteração no colesterol. A cafeína e as propriedades diuréticas do chá-mate foram responsáveis por isso.

Ingerir um mix de ingredientes é a maneira mais fácil de ingerir mais líquidos com prazer e sem calorias. Mas é claro, que não deve ser adicionado açúcar à preparação.

Esses chás também ajudam a controlar a vontade de doce, pois estimulam as papilas gustativas a aceitarem melhor os sabores amargos e azedos.

Mesmo assim, o consumo não deve ultrapassar 1 litro por dia, justamente por conter substâncias diuréticas e estimulantes.

Na hora de consumir os chás, não esqueça dessas dicas:

  • Não adoce, prefira tomar o chá sem açúcar. Assim você não inclui mais calorias na dieta, mas se estiver muito difícil, coloque um pouco de mel.
  • Prefira o natural, os chás prontos tem menos propriedades e mais açúcar do que os feitos com folhas secas e saquinhos.
  • Coloque a erva na água fervente e deixe por três a cinco minutos para liberar os fitoquímicos importantes.
  • Para cada porção, utilize 250 mililitros de água. E para cada litro, uma colher de sopa da planta seca. Se diluir demais, acabará perdendo os efeitos da erva.
  • Se o seu chá tem cafeína, cuidado com o horário que o toma. A cafeína é uma substância estimulante, por isso evite consumir chás como o verde e o mate a partir das 17 hs para não interferir no seu sono noturno.
  • Evite tomar os chás no almoço e no jantar. A cafeína pode prejudicar a absorção de ferro dos alimentos.

Outra dica importante é não ignorar o inchaço. Muitas vezes ele é o resultado do excesso no consumo de sal e também da ação dos hormônios. Porém, há casos em que o inchaço sinaliza questões mais sérias, como doenças cardiovasculares, diabetes e problemas renais.

Se o inchaço persistir por mais de cinco dias, e houver outros sintomas associados, é preciso procurar um médico com urgência.

As pernas são as que mais demonstram o inchaço do corpo, e na maioria das vezes, é provocado pela retenção de líquido. Por isso, bebidas com propriedades diuréticas vão ajudar a fazer muito xixi e dessa forma, barrar uma das principais causas do inchaço na perna.

Apenas uma xícara de chá para desinchar as pernas pode fazer toda a diferença.

pés inchados

Os melhores chás para desinchar as pernas 

  • Chá de salsa: tem forte efeito no controle de artrite e doenças na pele. Também é eficaz no tratamento de problemas hepáticos, quando o fígado é atingido por doenças.
  • Chá de cavalinha: as infecções nos rins são combatidas com mais facilidade com a ajuda da cavalinha. O problema renal é um dos fatores que mais provocam inchaço, por isso essa erva ajuda bastante a desinchar as pernas.
  • Chá de hibisco: a ação diurética do hibisco faz dele um aliado no esforço para combater a retenção de líquidos, ajudando também a controlar a pressão arterial e o colesterol.
  • Carqueja: o fígado e a carqueja são amigos próximos e auxiliam nos distúrbios hepáticos, pois a planta é diurética e muito utilizada no tratamento de cálculos biliares. Também tem atividade anti reumática e ainda ajuda a emagrecer!
  • Guabiroba: combate também infecções urinárias, e além de ser uma planta medicinal, também é ornamental, e sua madeira é de ótima qualidade.

Para evitar o inchaço nas pernas, evite ficar muito tempo sentado e procure sempre fazer alongamentos no corpo e levantar para beber água, um café ou um dos chás que mencionamos acima. Assim, você já estará exercitando as pernas. Aproveite e tome bastante água para ficar bem hidratado e fazer os rins e a bexiga funcionarem bem. Fazendo muito xixi você ficará livre da retenção de líquido! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui