Dieta FODMAP: cuidados a ter com o seu organismo

64
Alimentação FODMAP

Nem sempre é fácil identificar qual a dieta mais indicada para o seu organismo funcionar do bom jeito. Mas é possível você fazer dieta com qualidade para o seu estômago e para os seus intestinos. A dieta FODMAP é uma das opções ideais que poderá ajudar você a emagrecer, sem necessidade de adotar, obrigatoriamente, uma alimentação agressiva e fraca em nutrientes essenciais, para o equilíbrio físico e mental, do seu corpo.

A implementação desta dieta saudável, permite diminuir a sensação de irritação no seu intestino delgado. Equilibrando a flora intestinal e eliminando as toxinas prejudiciais à sua boa saúde. Assim, poderá cuidar de si, comendo alimentos não fermentados que permitirão você não ter indigestão, diarreia, azia ou demasiados gases. Permitindo o equilíbrio da saúde do seu fluxo gástrico e intestinal.

Fique por dentro do mundo da dieta do FODMAP, continuando lendo este artigo que aborda algumas questões que você poderá ter. Tenha uma boa leitura e pense em tudo o que pode fazer, para se sentir bem com o seu corpo e a sua mente. 

O que é a dieta FODMAP? 

A dieta FODMAP é a implementação de uma alimentação saudável que evite a ingestão ou o consumo de alimentos não fermentados ou industrializados, que promovem a má absorção no seu estômago. E, consequentemente, a acumulação de fezes tóxicas que provocarão o seu mau estar intestinal. Para isso, você necessita substituir esses maus alimentos por alimentos que respondam às mesmas necessidades, de forma natural, ou que pelo menos, façam com que você tenha uma boa absorção no seu estômago. Que não provoque danos através da lenta absorção dos nutrientes.

Logo, deve evitar alimentos que não são industrializados para facilitar a sua rápida absorção nutricional e a fluidez saudável das suas fezes. Evitando a sensação de prisão de ventre.

Estes alimentos que pertencem à dieta FODMAP são considerados carboidratos. Os alimentos carboidratos correspondem a carboidratos que influenciam, de forma positiva, na saúde do seu organismo. Principalmente, na sua saúde gástrica e intestinal.

Existem variados alimentos considerados carboidratos, como por exemplo: batata, mel, arroz, massa, cereais e feijão. No entanto, é importante salientar que apenas determinados carboidratos se inserem na dieta FODMAP. Sendo considerados os principais responsáveis pela continuidade da nossa boa saúde, através do equilíbrio das nossas atividades corporais (mentais e físicas). Influenciando, ativamente, na nutrição da sua massa muscular.

A sigla de FODMAP corresponde a:

F – Fermentável 

O – Oligossacarídeos: moléculas presentes nos vegetais e leguminosas;

D – Dissacarídeos: moléculas presentes em alimentos lácteos (lactose);

M – Monossacarídeos: moléculas que contenham frutose, como as frutas e os açúcares simples;

A – And (e); 

P – Polióis: moléculas presentes nos vegetais, frutas, bem como, em açúcares artificiais. 

Alimentos FODMAP: principais riscos 

Ter uma alimentação com base na dieta FODMAP, poderá lhe causar alguns problemas de saúde, relacionados com a baixa quantidade de nutrientes essenciais no seu corpo.

A fraca presença destes elementos importantes no seu corpo, poderão provocar o efeito contrário ao desejado. Ou dificultar o processo para atingir os seus objetivos corporais. Antes de iniciar uma dieta FODMAP, consulte o seu nutricionista ou médico para definir o melhor cardápio para não perder as suas atividades normais, da sua mente e do seu corpo.

Além disso, complemente a sua dieta, adotando práticas de uma alimentação saudável e de exercício físico. Ao longo das diferentes etapas desta dieta, consoante o seu cardápio e as suas restantes obrigações, deve analisar os seus resultados a cada etapa. É importante que você acompanhe as várias mudanças para se precaver sobre possíveis alterações que tenha de fazer, a partir das reações do seu corpo. Nem todo o mundo segue os mesmos procedimentos de nutrição de dieta FODMAP. Daí a importância em contactar um especialista de saúde corporal para dar os passos certos, cumprindo com os princípios que definem esta dieta. 

Você verá que ao diminuir o consumo de alimentos fora da dieta FODMAP, obterá a sua felicidade gástrica e intestinal. É normal que tenha de adotar determinadas restrições na sua alimentação. Todas as pessoas podem realizar este tipo de dieta, mesmo com problemas de saúde. No entanto, a dieta necessita de ajuste face ao que o seu corpo necessita para não piorar sua doença.

Tem a opção de poder fazer uma dieta baixa de FODMAP. No entanto, faça-a com consciência e informada acerca do seu corpo. 

Exercício Físico

Dieta baixa FODMAP: Quais os alimentos que devo evitar? 

Nem todas as pessoas têm, necessariamente, de evitar determinados alimentos. No entanto, para as pessoas que tenham problemas intestinais devem evitar alimentos como: lentilha, feijão, trigo, bebidas alcoólicas, bebidas refrigeradas, cebola, vários tipos de couves, brócolis, centeio, alho, maçã, entre outros.

Estes alimentos tornam lenta a absorção de nutrientes. Bem como, através da sua fermentação nos seus intestinos, criarão algumas situações degradáveis. tais como, inchaço na sua barriga. Porque são considerados alimentos com alto teor de fermentação, principalmente, no seu intestino delgado. Tornando suas fezes duras. Além disso, deve ter em atenção possíveis problemas gástricos que possa desenvolver enquanto faz a dieta FODMAP. 

Um dos alimentos mais influenciadores para a sua barriga ficar inchada é a cerveja. Por isso, evite ao máximo. A ingestão exagerada de bebidas refrigeradas contribuirá para aumentar os níveis de fermentação nos seus intestinos e constante excesso de líquidos na sua bexiga. Podendo originar infecções urinárias. Além disso, contribuirá para o surgimento de outros problemas de saúde. 

Alimente-se de forma adequada, perdendo peso, sem necessitar de adotar dietas rigorosas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui