Emagreça usando o cérebro para enganar o estômago

70
Emagreça usando o cérebro para enganar o estômago

Quem não quer emagrecer ou pelo menos perder alguns quilos e ficar de bem com a balança? Todos nós queremos mas não parece ser tão fácil assim. Hoje em dia a correria do dia a dia acaba impedindo que as pessoas façam alimentações saudáveis e em horários corretos.

Coma comida imaginária

Quando bate aquela fome você logo pensa em alguma comida gostosa, um doce, ou algo com muitas calorias, não é verdade? E você não consegue se controlar para emagrecer! Saiba que os cientistas descobriram uma estratégia que vai te ajudar a emagrecer.

Mergulhe fundo na sua mente e imagine cada mordida do alimento que quer comer no momento e emagreça usando o cérebro para enganar o estômago. 

comida imaginaria

Travar uma briga diária com a balança é o que a maioria das pessoas fazem. Resistir às inúmeras guloseimas todos os dias não é uma tarefa fácil. Se você acaba não resistindo a tantas tentações e coloca a culpa nos doces e massas que consome, saiba que o grande culpado é o seu cérebro.

Isso mesmo, ele é o mentor dessa atração. Segundo cientistas de Maryland (EUA) a luta contra o excesso de peso é uma batalha que deve ser vencida no cérebro e não apenas no estômago.

O que acontece com o seu cérebro?

O cérebro não sabe a diferença entre o real e o imaginário. O que ele enxerga é o que ele sente. Para ele é real mesmo que seja apenas mental.  Assim, se você se imaginar comendo em detalhes o seu doce ou salgado predileto, sentindo o cheiro, o sabor, aquela sensação de prazer da primeira mordida então o cérebro entende que não precisa comer muito quando você vai comer de verdade e na maioria dos casos nem precisa comer mais.

Quanto tempo é preciso pensar na comida para ter efeito?

Não há um tempo definido mas é importante que você pense até o final da refeição ou do que está imaginando comer. Vá até o último pedaço para que o seu cérebro possa entender que você já se alimentou e está satisfeito. Tudo é uma questão de treino, se você insistir vai ver que os resultados são positivos.

Talvez não consiga nas primeiras tentativas mas se colocar sua imaginação em prática toda vez que sentir fome vai fazer com seu cérebro passe a entender melhor suas emoções e saciedade. Dessa forma, você vai passar a comer menos e automaticamente irá emagrecer. Tente e assim emagreça usando o cérebro para enganar o estômago.

Técnicas mentais para controlar o peso

Acredita-se que com novas técnicas mentais é possível controlar o peso. Como hoje em dia temos muita comida a disposição a tendência é acumular muita gordura que acaba por prejudicar a saúde. A necessidade de comer vem do hormónio da fome conhecido como “Grelina” que é secretado pelo pâncreas e chega até o cérebro através de neurotransmissores que avisam a mente de que o indivíduo necessita se alimentar.

O problema está nos alimentos calóricos que são os preferidos pelo nosso cérebro como chocolates, bolos, massas e outras guloseimas cheias de carboidratos, e isso ocorre sem  que a Grelina entre em função. É um comando do cérebro sem necessidade. Por isso é comum acontecer deslizes nas dietas.

carboidratos

Alimentos atuam como remédios

O cérebro passa a ver os carboidratos como se fossem remédios, como por exemplo, se você está nervosa come um chocolate, caso sinta-se estressada o cérebro comanda esse mesmo desejo, se está triste ou nervoso, em fim o comando do cérebro é sempre o mesmo. Isso quer dizer que o alimento calórico acaba preenchendo mentalmente mesmo que o estômago não necessite desse alimento.

Portanto o grande desafio de quem trava uma batalha diária com a balança é dominar a mente, ter uma alimentação saudável, equilibrada e nada de pular o café da manhã. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui