Farinha de Arroz – Como fazer em casa, benefícios e receitas

31
farinha de arroz

Felizmente, com o passar do tempo têm vindo a surgir muitas alternativas à farinha de trigo, alternativas estas mais saudáveis e sem glúten. A farinha de arroz é uma dessas alternativas que para além de ser adequada para celíacos é também muito benéfica para a saúde de todos. 

A farinha de arroz é muito simples de fazer e pode até fazer caseirinha em vez de comprar, ela obtém-se a partir da moagem do arroz branco ou integral. É das opções de farinha mais ricas em vitaminas e minerais como o cálcio e o magnésio e ainda é uma boa fonte de fibras e proteínas. Para além de tudo isso, essa farinha não altera o sabor de suas receitas e é constantemente usada em dietas de emagrecimento, como a farinha de amêndoa por exemplo.

Como fazer farinha de arroz em casa 

Apesar de poder comprar a farinha de arroz já prontinha em supermercados e outros sítios, essa farinha é também muito simples, econômica e rápida de fazer em casa utilizando apenas grãos de arroz branco ou integral (fica à sua preferência).

Para fazer 500 gramas de farinha em casa, necessita apenas de 500 gramas de arroz (não cozido), um processador de alimentos ou um liquidificador potente e uma peneira fina.

  • Comece por passar as 500 gramas de farinha por água à temperatura ambiente apenas para limpar e até ver se tem alguma impureza em alguns bagos do arroz
  • Depois coloque o arroz em um processador de alimentos ou em um liquidificador e misturar tudo até virar farinha
  • Retire do processador e passe a farinha por uma peneira. Se ficarem grãos de arroz na peneira, coloque-os novamente no processador até que vire farinha
  • Por fim, é só colocar a farinha em um recipiente hermético para armazenar. Caso utilize arroz integral, é preferível que mantenha a farinha em refrigeração. 

Benefícios da farinha de arroz

Já falámos que a farinha de arroz tem inúmeros benefícios nomeadamente por se tratar de uma alternativa à farinha de trigo, que para além de não alterar o odor e o sabor dos alimentos e das receitas, ainda é própria para pessoas intolerantes ao glúten, ao contrário da farinha tradicional branca. Mas agora vamos ver os principais benefícios da farinha de arroz de forma resumida e simples.

Combate a prisão de ventre

A prisão de ventre pode surgir por uma dieta com ingestão insuficiente de fibras. Como a farinha de arroz é rica em carboidratos insolúveis, ela se torna uma ótima aliada para prevenir a prisão de ventre.

Regula os níveis de colesterol e protege a saúde cardiovascular

O consumo dessa farinha, contribui para o aumento do colesterol bom que tem como função proteger o nosso organismo de doenças cardiovasculares, e devido à grande presença de fibras, ajuda a diminuir a absorção no intestino de colesterol ruim que com a continuação se tende a acumular nas artérias e a gerar complicações de saúde no coração. 

Contribui para a saúde dos ossos e para músculos saudáveis 

Fonte de proteínas e vitaminas do complexo B que ajudam na manutenção dos músculos para que permaneçam fortes e saudáveis, e ainda uma grande fonte de magnésio, um mineral que é o principal responsável pela saúde óssea já que ajuda a fixar o cálcio nos ossos o que contribui para fortalecer os ossos e prevenir doenças como a osteoporose.

Aumenta a sensação de saciedade e ajuda no emagrecimento

A farinha de trigo aumenta as taxas de açúcar no sangue muito rapidamente, enquanto a farinha de arroz, por conter muitas mais fibras insolúveis, acaba demorando mais para ser convertida em glicose, o que faz com que a libertação de insulina também seja feita de forma mais lenta. 

A farinha de arroz, para além de uma ótima fonte de fibras, é ainda uma grande fonte de proteínas, que também levam mais tempo para serem digeridas (ao contrário dos carboidratos presentes na farinha de trigo) o que faz com que a fome apareça muito mais tarde que o habitual.

Como resultado de tudo isso, a sensação de saciedade dura mais tempo e o organismo tem menos tendência em depositar gordura na zona do abdômen, contribuindo assim para o emagrecimento.

panqueca de farinha de arroz

Receitas com farinha de arroz

Panqueca com farinha de arroz

Ingredientes:

  • 1 xícara de leite
  • 1 xícara de farinha de arroz
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 colher de sopa de manteiga derretida
  • 1 colher de sopa de açúcar

Modo de preparo:

  • Comece por juntar a farinha, o fermento, o açúcar e o sal em um recipiente
  • Em outro recipiente, misture o leite com a manteiga e o ovo usando um batedor de claras para envolver melhor
  • Depois, junte essa mistura do leite com a mistura dos ingredientes secos e envolva tudo muito bel
  • Depois, em uma frigideira antiaderente, acrescente uma concha da massa de cada vez e deixe dourar dos dois lados
  • Por fim, é só repetir esse último passo até já não sobrar massa. 

Empadinha sem glúten e sem lactose

Ingredientes para a massa:

  • 2 xícaras de farinha de arroz 
  • 4 colheres de sopa de polvilho doce
  • 2 colheres de sopa de farinha de linhaça ou 1 colher de sopa de semente de chia 
  • 2 colheres de chá rasas de sal
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva 
  • 2 ovos 
  • Água gelada 
  • 1 gema para pincelar no fim 

Modo de preparo:

  • Em uma tigela, misture as farinhas e o sal
  • De seguida, adicione o azeite de oliva e misture bem para que as farinhas, ou a maior parte delas, se envolvam com o azeite
  • Bata o ovo numa tigela à parte e adicione à mistura das farinhas e do azeite até que fique bem incorporado
  • Adicione um pouco de água gelada só para que fique mais fácil até dar o ponto e formar uma massa firme. (Pode ir adicionando com uma colher de sopa para que seja mais fácil de controlar)
  • Faça uma bolinha com a massa e enrole em papel firme para de seguida levar para a geladeira durante 30 minutos.

Enquanto a massa está na geladeira, prepare o recheio que atenção, fica a seu critério, pois esta parte da receita não é fixa e pode alterar e fazer com outros ingredientes que goste mais. Esta receita é com um recheio de frango e vegetais:

Ingredientes do recheio: 

  • 2 tomates pequenos
  • ½ cebola
  • 1 cenoura grande
  • 2 xícaras de espinafres
  • 1 peito de frango desfiado
  • Azeite de oliva
  • Sal, pimenta e oréganos a gosto

Modo de preparo do recheio:

  • Corte os tomates em pedaços pequenos, rale a cenoura e pique a cebola
  • Em uma panela, coloque um pouco de azeite de oliva a cobrir o fundo, e doure as cebolas
  • Coloque o peito de frango desfiado e deixe por 5 minutos (vá mexendo)
  • Depois, coloque os tomates e deixe refogar um pouco, adicione as cenouras e os espinafres e tempere com o sal, a pimenta e os oréganos a gosto.
  • Deixe por mais um tempo até estar quase tudo cozinhado e depois apague o fogo e tape a panela para que o preparo continue cozinhando com o vapor e o calor

Para terminar e montar a empadinha:

  • Tire a massa da geladeira, forre a sua bancada com papel filme e abra a massa – pode optar por fazer empadinhas individuais e pequenas ou então um empadão grande
  • Coloque o recheio e feche as empadinhas/empadão
  • Bata a gema e pincele por cima do preparo
  • Por fim, leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por cerca de 30 minutos ou até ver que assou por completo, e já está!

Hambúrguer com farinha de arroz

Hambúrguer vegano de lentilhas

Ingredientes:

  • 1 xícara de lentilhas cruas
  • 1 xícara de farinha de arroz
  • 1 cebola grande
  • Sal e salsa a gosto
  • Óleo vegetal

Modo de preparo:

  • Em uma panela, coza as lentilhas até que fiquem macias
  • Quando cozerem, escorra a água e passe as lentilhas para um prato grande e amasse com um garfo. Pode deixar alguns grãos inteiros, não precisa de ficar totalmente homogêneo pois assim até ajuda a dar textura ao hambúrguer
  • Pique a cebola e doure em uma frigideira com óleo vegetal
  • Misture as lentilhas amassadas com a cebola dourada e a farinha de arroz e tempere com sal e salsa picada a gosto
  • Quando ficar tudo bem misturadinho, retire e molde os hambúrgueres no tamanho e espessura que preferir
  • Aqueça uma frigideira com um fio de óleo vegetal e frite o hambúrguer dos dois lados até ficar dourado e está pronto! 

Caso não queira consumir logo os hambúrgueres ou não os consuma todos logo, pode congelar em um recipiente próprio (sem fritar) e consumir nos próximos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui