Jejum Intermitente: o que é e quais os benefícios

79
jejum intermitente

A moda do jejum intermitente já dura há alguns anos, mas muitas pessoas continuam a adotar este método para perderem peso e ficarem com o corpo perfeitinho. Este estilo popular de dieta, é uma estratégia nutricional em que a pessoa alterna os períodos de jejum e a alimentação regular, a fim de dar tempo ao corpo de gastar as gorduras acumuladas em busca de energia e assim melhora a composição corporal.

Este método de emagrecimento é feito normalmente entre 10 a 24 horas de jejum e pode ser feito alguns dias da semana ou até diariamente ajustando as horas de jejum. Durante o período de jejum a pessoa só pode ingerir líquidos que não contenham calorias. Quer saber como funciona o jejum intermitente? 

O que é o jejum intermitente

O jejum intermitente, como dissemos, é um tipo de emagrecimento muito popular nos últimos tempos que funciona intercalando períodos de jejum com períodos de alimentação (que se chamam janelas de alimentação). O objetivo é fazer com que o corpo, nas horas em que está sem comer, utilize a gordura e a massa gorda que tem acumulada e desta forma perder peso. 

O que acontece é que os carboidratos são transformados em açúcar que utilizamos como energia, como não utilizamos a quantidade toda, esse açúcar armazena-se em forma de gordura no nosso corpo para quando for necessário. Como em jejum continuamos a precisar de energia e o nosso corpo não a recebe por estarmos sem comer, ele vai às gorduras armazenadas buscar o que necessita e assim converte essa gordura em energia e perdemos a massa gorda. 

Fazer o jejum intermitente pode ajudar muito a nossa saúde, para além de que perdemos uns quilinhos que estão a mais, o jejum pode ajudar a melhorar a nossa imunidade, a nossa disposição e até a nossa agilidade mental e bem-estar psicológico, fora isto tudo, ainda ajuda o corpo a fazer uma desintoxicação geral que traz também muitos benefícios.

Principais tipos de jejum intermitente

Existem muitas maneiras diferentes de fazer o jejum intermitente, cada pessoa escolhe a forma como pretende fazer com base em como se sente e também na quantidade de massa gorda que quer perder. As principais formas são:

  • Jejum de 16 horas: consiste em a pessoa ficar cerca de 16 horas sem comer (incluindo o período de sono) e comer sem restrições nem horários nas 8 horas restantes do dia.
  • Método 5:2: este método significa que a pessoa pode comer por 5 dias da semana sem qualquer tipo de restrições e em 2 dias reduzir a quantidade de calorias consumidas para cerca de 500. 
  • Jejum das 24 horas: a pessoa fica sem comer por um dia inteiro e repete o processo 2 ou 3 vezes por semana.
  • Jejum das 36 horas: fica 1 dia inteiro mais metade do outro dia privado de comer, ou seja, come por exemplo às 9h da noite, passa o dia seguinte sem comer e só volta a ingerir alimentos às 9h da manhã do outro dia. Este tipo de jejum deve ser feito apenas por pessoas já habituadas a ficar sem comer. 

jejum intermitente vs alimentação

Durante o jejum não posso ingerir nada?

Pode, durante o jejum pode ingerir líquidos apenas, e é até necessário consumir em grande quantidade nesse período privado de alimentação, pois previne a desidratação e ajuda na desintoxicação do corpo. Por isso, pode optar por ingerir água, chás ou café, por exemplo, desde que nenhum desses tenham açúcares adicionados. 

O que comer nas janelas de alimentação?

Apesar de não haver restrições nos limites de calorias ou nos alimentos que podem ou não ser consumidos durante as janelas de alimentação, é importante ter em atenção que a refeição pós-jejum deve ser equilibrada e saudável. Aliás, este tipo de dieta também só demonstrará resultados positivos se os alimentos consumidos forem nutritivos e bons para o corpo. No entanto, mesmo que não esteja a fazer jejum intermitente, devemos sempre manter uma dieta balanceada e praticar exercício físico que contribui para a nossa saúde física e mental.

Assim, nas janelas de alimentação deve incluir ao seu cardápio alimentos energéticos como os carboidratos (de preferência ricos em fibras), os alimentos reguladores como as frutas, verduras e legumes e ainda os alimentos construtores em que fazem parte as proteínas magras. Deve sempre incluir gorduras na sua alimentação, mas gorduras saudáveis, que são essenciais ao nosso corpo e que estão presentes nos peixes, sementes, frutos secos, abacates, entre outros. 

De forma resumida, você deve:

  • Preferir: proteínas com pouca gordura, cereais integrais, verduras, frutas, legumes, sementes, frutos secos e tubérculos.
  • Evitar: cereais refinados, açúcares, doces e alimentos muito industrializados, opte por alimentos orgânicos ao invés, alimentos fritos ou com muita gordura.

E atenção às quantidades! Embora não haja restrições, você não deve comer mais do que comeria se não tivesse em jejum de forma a compensar.

jejum intermitente alimentos

Benefícios do jejum intermitente

  • Renovação Celular: ativa um mecanismo de autolimpeza e renovação das células do corpo.
  • Acelera o metabolismo: Nos períodos de jejum intermitente menores que 48 horas, o metabolismo fica acelerado e favorece a queima de gordura.
  • Combate o envelhecimento: Estimula o organismo a viver mais tempo, evitando doenças e graças à renovação celular faz com que os órgãos e os tecidos do corpo vivam mais tempo.
  • Regula os hormônios: ajuda a equilibrar os hormônios do corpo que estão ligados à perda ou ganho de peso, por exemplo, diminuindo os valores de insulina.
  • Emagrecimento: ajuda no combate de massa gorda e por isso é uma ótima opção para quem pretende perder peso.
  • Ajuda na saúde mental: melhora o bem-estar físico e mental e aumenta valores de determinadas proteínas presentes no cérebro que são responsáveis pela saúde cerebral de cada um.
  • Combate a flacidez: ao contrário de outras dietas, o jejum intermitente não diminui a massa muscular pelo contrário já que ajuda a aumentar o músculo com a produção do hormônio do crescimento.

Desvantagens do jejum intermitente

Este método tem algumas desvantagens, como:

  • Tendência a compulsão: como fica muito tempo sem comer, muitas pessoas acabam por não se conseguir controlar nas quantidades de comida ingeridas durante as janelas de alimentação, ingerindo uma alta quantidade de calorias e muitas vezes até alimentos não saudáveis o que causa um grande desequilíbrio no organismo e na sua dieta.
  • Dificuldades de adaptação: Algumas pessoas sentem dificuldade em se adaptarem a ficar muito tempo sem se alimentarem, principalmente as que estão habituados a comer com grande frequência durante o dia. No entanto, saiba que estas dificuldades são perfeitamente normais e na maioria dos casos acabam por passar e por se habituarem, por isso não desista!
  • Riscos de falta de acompanhamento: O jejum intermitente deve sempre ser começado depois de uma avaliação médica e até continuar a ser acompanhado, pois muita gente que faz jejum não se alimenta de forma adequada nas janelas de alimentação e acaba por sofrer de hipoglicemia, fraqueza muscular, desidratação, desnutrição, entre outros.

Quem não deve fazer jejum intermitente

O jejum intermitente não é aconselhável a todos e principalmente a quem tenha algumas doenças ou até se estiverem tomando algum medicamento. Deve ser feito por quem já tenha uma alimentação saudável e que pratiquem exercício físico regularmente, pois o corpo irá adaptar-se melhor às mudanças, mas mesmo assim devem consultar sempre um especialista clínico para avaliar as condições do corpo.

Por isso, pessoas diabéticas, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que sofram de obesidade, ansiedade e até pessoas com histórico de problemas alimentares como anorexia/bulimia não devem realizar o jejum intermitente!

mulher feliz

Vale a pena fazer o jejum intermitente?

O método do jejum intermitente é um assunto ainda um pouco controverso entre os especialistas e dá origem a diferentes opiniões sobre o tema. Apesar de haver muitos casos positivos, há pessoas que relataram pouca eficácia no método. O aconselhável, sempre e seja em qualquer outro tipo de dieta ou método que pretenda fazer para perder peso e emagrecer, é procurar auxílio profissional de forma que ele possa ver qual a melhor forma para si e ajudar até a definir um cardápio adequado às suas necessidades e preferências. Além disso, o jejum intermitente só poderá ter resultados positivos se aliar a atividade física. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui