Ortorexia: quando o consumo de alimentos saudáveis vira obsessão

29
Ortorexia

Conhece a ortorexia, o transtorno alimentar e comportamental que transforma o consumo de alimentos saudáveis numa verdadeira obsessão, sem limites? Este comportamento se reflete, cada vez mais, numa sociedade que procura, dia após dia, praticar uma alimentação saudável em todas suas refeições e lanches. Mas será que ser saudável é sinónimo de só se alimentar de alimentos saudáveis? Provavelmente, ficou pensando que é natural sair “da linha” de vez em quando. Logo, não deixa de ser saudável e faz bem ao seu organismo. No entanto, para as pessoas que sofrem de ortorexia, este pensamento é completamente posto de lado. Transformando sua rotina alimentar, num campo de batalha em busca constante de alimentos e soluções de preparação mais saudáveis possíveis, atirando em todos os inimigos “menos saudáveis”. Valeu?

Então não deixe de ler o artigo! E boa leitura.

O que é a ortorexia?

Nos últimos tempos, temos assistido a vários casos de pessoas que foram diagnosticadas com ortorexia. Mas, o que significa a ortorexia? A ortorexia corresponde a um transtorno alimentar e comportamental que ocorre quando uma pessoa adota, de forma exagerada, o consumo de uma alimentação saudável. A ponto de desprezar por completo qualquer alimento que não esteja definido como um alimento saudável ou “bom” para o seu organismo. No entanto, a ortorexia vai mais longe. Além deste afastamento anormal e proibição do consumo destes alimentos “menos saudáveis”, a pessoa vira obcecada na busca regular e exagerada de alimentos considerados ótimos para a sua saúde. Mas, acabam provocando em seu corpo, efeitos contrários aos esperados do consumo normal de alimentos saudáveis. Como isso acontece?

Ao contrário de outros transtornos alimentares preocupantes como a anorexia, a ortorexia se diferencia pelo facto de os doentes não estarem preocupados com o seu emagrecimento, diminuição de peso ou com a restrição alimentar. Estas pessoas só pensam numa coisa: se alimentar pouco ou muito, na totalidade, por alimentos saudáveis. Ou seja, por outras palavras, seu dia é baseado num comportamento anormal focado no controle dos alimentos que consomem. Levando à constante reação de “pensar muito bem” antes de trincar qualquer alimento. Logo, como se pode ver este comportamento perante adoção de uma alimentação saudável vira uma verdadeira loucura. Estas pessoas viram pessoas doentes não só pela falta de nutrição que provocam em seu corpo, bem como, na forma anormal como observam e analisam ao detalhe tudo em redor de cada alimento que os rodeia.

Você pode estar definindo isso como um comportamento normal de uma pessoa que busca uma melhor qualidade de vida. Mas, acredite que só é normal quando você sabe que certo alimento é saudável, o corta aos pedaços e se alimentar, sem pensar mais. Neste caso, isso não acontece. Quando a busca e o consumo é normal, você não corre risco de vida ao contrário, de quando pratica uma alimentação baseada no consumo restrito de alimentos saudáveis, em quantidades irregulares no seu dia-a-dia. Os dias destas pessoas se baseia, praticamente, na concretização rigorosa de uma alimentação saudável. 

Case Pirulito de Melancia

Se ainda você está confusa com este termo, o Tudo Dietas vai dar para você um exemplo que define bem o significado da ortorexia. Imagine que você estava caminhando para seu trabalho e no meio do caminho, ficou com “água na boca” quando viu um pirulito de melancia em uma loja de doces artesanais. O que você fez? Entrou na lojinha e comprou o pirulito. Logo que saiu, botou o pirulito na boca sem pensar duas vezes. Você sabia que o pirulito era artesanal e saudável, porque era feito à base de suco de melancia natural? O que será que uma pessoa sofrendo de ortorexia, iria fazer diferente de si? Iria se questionar, vezes sem conta, acerca da composição do pirulito enquanto ficava olhando para ele na vitrina, se era ou não saudável. Entraria na loja e iria se dirigir à funcionária para a questionar se os pirulitos de melancia expostos eram ou não na sua totalidade, saudáveis. E somente, depois de confirmar esse 100% saudável, iria comprar o pirulito e o botar na boca. Entendeu?

Mas pior ainda, é que as pessoas que sofrem de ortorexia não pensam só em estar perto de alimentos saudáveis, como também, procuram por os consumir de forma mais saudável possível. Ou seja, nada de frituras ou grelhados, só crus ou meio cozidos para não perderem seus nutrientes. Levando a que estas pessoas se proíbam de comer em qualquer outro lugar, sem ser em sua casa pelas suas próprias mãos. Pensando o tempo todo, no que vão preparar para suas refeições, ao detalhe. Então, seu pensamento se baseia em se alimentar de forma saudável e o resto da sua vida, fica para segundo plano.

Na preparação de suas refeições, as pessoas com ortorexia evitam ou não recorrem ao uso de sal, açúcar, óleo vegetal ou azeite de oliva para temperar os alimentos.

Sintomas e comportamentos de ortorexia

Os sintomas e comportamentos habituais de uma pessoa que está sofrendo de ortorexia são os seguintes:

  • Desenvolve aos poucos, queda de cabelo e couro cabeludo irritado;
  • Fica irritada com facilidade;
  • Não tem paciência para lidar com situações normais;
  • Apresenta desconcentração constante;
  • Se movimenta de forma irregular;
  • Apresenta demasiadas vezes, cansaço extremo;
  • Tem com frequência insônias;
  • Constantes dores em várias partes do corpo;
  • Socializa pouco ou nada;
  • Muda com facilidade de humor de um momento para o outro;
  • perde demasiado tempo elaborando cardápios de alimentação para vários dias;
  • passa muito tempo no supermercado escolhendo os alimentos, lendo sua composição rótulo a rótulo;
  • quando come um alimento “menos saudável” fica bastante nervosa e se culpa por ter o consumido;
  • Tem pouco vida social, vai deixando de sair com seus familiares e amigos para um restaurante. Ou vai, mas leva a sua refeição preparada em uma marmita;
  • deixa de praticar uma alimentação equilibrada de 3 em 3 horas, se alimentando de forma irregular e com doses de refeição desajustadas ao tempo de intervalo desde a última refeição. Levando a intervalos muito longos ou muitos curtos, que irão provocar distúrbios no seu organismo;
  • Perder peso repentina;
  • Entre outros. 

Não é assim tão fácil detectar uma pessoa que está ficando obcecada com o consumo de alimentos saudáveis, mas aos poucos, você conseguirá detectar alguns problemas. Por vezes, não é a obsessão saudável que chama atenção, mas o corpo e os comportamentos anormais desta pessoa que vai demonstrando, sem ter consciência. 

O tratamento da ortorexia é feito a partir da união de tratamentos feitos por especialistas em saúde mental e física, ou seja, para tratar a ortorexia necessita de repor os hábitos alimentares normais em conciliação com consultas em um psicólogo. Não há mal nenhum em adotar um estilo de vida saudável, muito pelo contrário. O problema é quando isso vira uma obsessão, piorando o seu estado de saúde a vários níveis. Se cuide com amor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui