PANCs: as poderosas plantas comestíveis que irão mudar a sua vida

28
Plantas alimentícias

Ama praticar uma alimentação saudável, mas sabe pouco acerca das PANCs e não as inclui em sua alimentação? Então, se prepare que as PANCs serão as plantas comestíveis que irão mudar a sua vida por completo! Antes de botar mão nas PANCs, é fundamental que saiba identificar quais as espécies que podem ser consumidas e as que não podem, representando autênticos venenos para o seu organismo. Existem variadas espécies de PANCs que pode adicionar em suas refeições frias ou quentes, desde as saladas até às sobremesas. No entanto, nem sempre é fácil identificar quais as espécies que são, verdadeiramente, PANCs. Saiba que o território brasileiro contém centenas de espécies de PANCs que pode consumir. Incrível! 

Quer conhecer o mundo das PANCs, as poderosas plantas comestíveis que irão mudar a sua vida? Então, não deixe de ler o artigo. E boa leitura!

Plantas alimentícias

O que são as PANCs?

O termo PANCs corresponde à união das iniciais da seguinte expressão “Plantas Alimentícias Não Convencionais”, ou seja, são plantas comestíveis que pode adicionar à sua alimentação diária. Este tipo de plantas são criadas de forma natural, sem necessidade de tomar conta delas todos os dias. As PANCs amam sua independência e liberdade, então elas se dão melhor que forem cuidadas de vez em quando. No entanto, nem todas as plantas têm as mesmas caraterísticas, umas são mais rebeldes e outras mais delicadas. Mas como saber que estou cuidando em demasia das minhas PANCs? Não se preocupe, o processo é bem simples e o resto, a natureza toma conta. 

Se é daquelas pessoas que gosta de observar e botar água nas suas plantas todos os dias, faça por regular as doses adequadas de água. Nem sempre as PANCs precisam de muita água todos os dias, principalmente, se as épocas do ano forem mais húmidas e chuvosas. No entanto, as PANCs selvagens se desenvolvem e adaptam às condições do local onde estão. Logo, não precisa, necessariamente, cultivar PANCs em sua casa. Mas, deve saber em detalhe quais as PANCs e as que não representam plantas alimentícias ou comestíveis. Tal e qual, quando colhe cogumelos na floresta ou em terrenos de grande vegetação selvagem. 

Para conseguir produzir PANCs em sua casa, só necessita de ter um canteiro bem cuidado e um espaço definido e adequado para cada uma das plantas que pretende cultivar. Se é uma pessoa distraída ou não sabe bem como apanhar PANCs selvagens, o melhor é cultivar em sua casa. Assim, saberá as condições ideais de desenvolvimento de cada PANC, bem como, as suas características e aplicação correta em sua alimentação. Além do seu desenvolvimento ser sustentável e biológico, as PANCs são riquíssimas em nutrientes essenciais que promovem o bom funcionamento de nosso organismo. 

As PANCs representam plantas que ainda não são muito exploradas e comercializadas em grande quantidade, logo será provável que tenha dificuldades em as encontrar num mercado comum. Então, o melhor mesmo é cultivar em sua casa, nem que seja só uma e saberá ao mesmo tempo, que está ingerindo um alimento 100% biológico, sem químicos. Um dado curioso é que se precisar de adubo por alguma razão, pode usar casca de ovo triturada. É bem natural, e resulta mesmo. 

Consumo das flores de tagete-patula

Benefícios de 3 PANCs para a saúde

Mas, porque de repente todo o mundo está botando PANCs em suas refeições? Esta questão se deve à exploração nutricional das PANCs, altamente, favorável para as pessoas que procuram se alimentar de forma saudável. Além do mais, são plantas que não são atacadas, com facilidade, por pragas. Então se está pensando em entrar neste mundo, é importante que saiba os benefícios das 3 PANCs mais comuns, para melhor escolher quais as que deve cultivar de acordo com as suas necessidades. Não perca mais tempo e tenha uma boa colheita!

Ora-pro-nobis ou carne-de-pobre ou carne-verde – É uma das PANCs do Brasil que são mais habituais de encontrar e fáceis de cultivar, principalmente, por corresponder a uma PANC trepadeira que se desenvolve com maior abundância no sudoeste. O único constituinte alimentício ou comestível desta PANC, é a sua folha que contém em grande quantidade nutrientes tais como: fibras, vitaminas, lisina, triptofano e sais minerais. Por norma, suas folhas são usadas tanto em modo natural, desidratado, como também, em pó para refeições frias ou quentes. A ora-pro-nobis corresponde a uma PANC que favorece a sua flora intestinal, reforça suas defesas, emagrece e ainda, promove a eliminação de toxinas presentes em seu organismo. Além disto, esta PANC é maravilhosa para prevenção de problemas oculares e de má circulação sanguínea. Cerca de 25% desta PANC contém proteínas, daí o nome de “carne-de-pobre”.

Planta taioba

Taioba ou orelha de elefante – A taioba da espécie Xanthosoma sagittifolium ou taioba mansa, corresponde a uma das PANCs mais nutritivas que pode usar em sua alimentação diária. Graças às suas enormes folhas, você consegue fazer várias refeições sem perder muito tempo na seleção das folhas, devido à sua fácil colheita e corte. É uma PANC que se adapta com grande facilidade em qualquer terra e não precisa de grandes cuidados, a não ser de uma breve rega regular.  A taioba é riquíssima em nutrientes essenciais tais como: vitaminas, sais minerais e fibras. Esta componente nutricional proporciona o combate a sintomas de anemia, reforça suas defesas e enriquece sua estrutura óssea. O preferível é que consuma esta PANC em suas refeições quentes, cozinhando a taioba.  

Além dos benefícios apontados, a taioba ajuda ainda na:

  • Diminuição de estados depressivos ou de ansiedade, aumentando as chances de estar bem humorada;
  • Promoção da juventude da sua pele, reduzindo a aparência da flacidez;
  • Manutenção saudável do seu coração.

Esta PANC é uma boa opção para as pessoas que tenham uma alimentação vegana ou vegetariana na substituição da carne animal. 

Beldroega ou caaponga – A Beldroega é maravilhosa para as pessoas que não têm muita paciência ou tempo para cuidar, devidamente, de suas PANCs. Isto porque corresponde a uma planta alimentícia suculenta que não precisa de ser cuidada todos os dias, graças à sua fácil adaptação ao local onde está exposta, bem como, na sua resistência às condições climatéricas. Por norma, são consumidas as folhas da beldroega em refeições quentes ou frias. Esta PANC é riquíssima em grande parte por ômega 3 e em menor quantidade, por sais minerais e vitaminas. Sendo uma boa opção para veganos ou vegetarianos como substituto do peixe. A beldroega promove a estabilidade do bom colesterol e sistema nervoso, reduz as toxinas em seu organismo e ainda, fortalece seus músculos.

Lista de 10 PANCs que pode cultivar

O Tudo Dietas quer dar para você uma lista de 10 PANCs que pode cultivar em sua casa, além das 3 PANCs comuns mencionadas. Então, vamos nessa!

  • Dente de Leão;
  • Capeba;
  • Bertalha;
  • Tagete;
  • Azedinha;
  • Major-Gomes;
  • Capuchinha;
  • Alfavaca;
  • Olho-de-santa-luzia;
  • Saião.

Se lembre que além de praticar uma alimentação saudável, deve fazer exercícios físicos. Se não gosta de praticar em sua casa ou na academia, experimente fazer uma caminhada ao final do dia com seu cachorro ou uma pessoa que partilhe boas energias. Se cuide com amor, buscando a felicidade em cada pormenor e partilhe com os outros!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui