Treino funcional para emagrecimento: dicas, benefícios e muito mais

55
treino funcional

Seja por estética ou por saúde, emagrecer não é um processo fácil para todas as pessoas e ter um bom treino facilita bastante. Confira, neste artigo, como o treino funcional emagrece!

Para ter um emagrecimento saudável existem, hoje em dia, muitas formas e fórmulas e o treino funcional também é uma dessas formas de emagrecimento.

Esse tipo de treino foca em realizar exercícios normais do corpo, como agachar, correr, movimento dos braços e das pernas, com o objetivo de fazer todo o seu corpo trabalhar ao máximo. Com o tempo de prática, são necessários pesos para aumentar o grau de dificuldade do exercício e fortalecer ainda mais o corpo.

Um bom exemplo de treino funcional é o Pilates, onde todo o corpo é trabalhado com base no uso do seu próprio peso e da sua resistência que, com o tempo, aumenta sempre mais. E sim, o treino funcional pode auxiliar o emagrecimento.

A chave aqui é o foco e a disciplina, unidos à necessidade do seu corpo e ao grau de dificuldade com base no seu estado atual. Confira, neste artigo, alguns benefícios desse tipo de treino e como você pode ter muito mais proveito do processo.

Benefícios do treino

O treino funcional vai muito além do emagrecimento. Ele gera diversos benefícios ao corpo, importantes para uma vida saudável e o fortalecimento da imunidade. Alguns dos benefícios são:

  • Fortalecimento dos músculos do corpo, o que te ajuda no processo de aumento de resistência e melhora o desempenho nas atividades. Principalmente para quem gosta de corridas, uma boa atividade para emagrecer;
  • Postura, principalmente para pessoas que trabalham sentadas com o computador ou que trabalham boa parte do tempo em pé. Isso também evita possíveis lesões durante os exercícios;
  • Estabilidade e flexibilidade do corpo, melhorando a mobilidade e equilíbrio do conjunto;
  • Condicionamento físico, contribuindo para a melhora dos reflexos e movimentos mais fortes. Um forte ponto para atletas que precisam desse fator;
  • Facilidade de desenvolver o treino, já que pode ser feito em qualquer lugar, não apenas em academias e espaços físicos. Você pode aproveitar a praia ou aquela casa de campo para treinar um pouco.

Próximo passo: Hipertrofia

A hipertrofia é o nome que se refere ao ganho de massa muscular durante as atividades. Alguns nutricionistas indicam o processo de emagrecimento junto com a hipertrofia, para outras pessoas que querem ver os resultados, o melhor é primeiro emagrecer e depois preparar o corpo para a hipertrofia.

Durante o processo, as fibras musculares são rompidas e cicatrizadas com a reposição de proteínas, em um nível superior e, assim, os músculos aumentam de tamanho.

E o ganho da massa muscular não está apenas associado à beleza do corpo. A composição do conjunto afeta a sua saúde e ter uma massa muscular saudável é algo bastante positivo. Alguns dos benefícios da hipertrofia são:

  • Emagrecimento devido ao metabolismo acelerado nos exercícios;
  • Redução das lesões, pois o corpo adquire força e resistência com os músculos;
  • Ajuda no envelhecimento saudável, já que perdemos massa muscular naturalmente durante o passar do tempo. Com ela reposta dessa forma, você terá mais resistência mesmo mais velho;
  • O condicionamento físico e o aumento de músculos previne a flacidez muscular e melhora casos de dores nas costas e em outros lugares que poderiam sofrer por terem “músculos fracos”.

treino funcional

Funcional: emagrecimento x hipertrofia

Então fica a dúvida: o treino funcional serve para emagrecimento e hipertrofia? Existem diferenças entre os dois? Sim, existem algumas diferenças para se atingir esses objetivos.

Antes de tudo, hipertrofia pode ser feita através da musculação para quem deseja uma melhora física e estética mais rápida, mas também pode ser feita através do treino funcional para quem busca uma melhora no condicionamento e funcionalidade física.

Outro fator importante, e que foi falado anteriormente, é a possibilidade de fazer o processo de emagrecimento com hipertrofia. Entretanto, existem muitos fatores que dificultam o resultado rápido e podem frustrar muitas pessoas.

O ideal, para quem deseja ir por etapas, é focar em uma coisa de cada vez. Afinal, a alimentação também é um fator que interfere bastante no desenvolvimento de ambos os processos.

Para quem deseja emagrecer, existe um tipo de dieta específica que busca ingerir  energia necessária e o exercício certo para que o corpo gaste muito mais do que ingere. Já na dieta para hipertrofia, são escolhidos carboidratos bons e proteínas.

Tenha cuidado com os processos e se alimente bem, não pule refeições ou deixe de comer algo pensando que agilizará o seu processo, você causará problemas de saúde. Siga o pré-treino, as refeições e alimentação pós-treino indicadas por um profissional para garantir a energia necessária.

  • Perda de peso por semana

Muitas pessoas, quando começam a emagrecer, se perguntam quantos quilos se perdem por semana no treino funcional. Essa resposta não é exata, porque envolve diversas variáveis ao longo do treino.

Estima-se que, se existir foco no treino aliado a uma boa dieta saudável e nutritiva, uma pessoa pode perder de 5000 a 7000 calorias, algo em torno de 1 kg por semana. Entretanto, tudo é apenas estimativa, pois varia de pessoa para pessoa.

Também dependerá da sua saúde atual, o quanto você pode se esforçar no início do processo sem prejudicar seu organismo. Então, foque no seu objetivo e faça o seu melhor que os resultados virão.

  • Qualquer pessoa pode fazer treino funcional?

Todas as pessoas estão aptas a realizar o treino funcional, o que mudará é a intensidade, o tipo de treino e a forma como os exercícios são feitos. Cada pessoa tem sua limitação: a idade interfere, o seu estado atual e a necessidade que te levou a buscar o exercício são apenas alguns dos exemplos.

Não force os exercícios ou tente começar com grandes pesos, na esperança de que a evolução será rápida, você poderá danificar os músculos e causar lesões graves nos ligamentos ao fazer um exercício de forma errada.

Ouça o profissional físico e vá devagar, no ritmo do seu corpo e dentro das suas limitações.

alimentação saudável

Equilíbrio: treine com uma dieta balanceada

Como falado anteriormente, para cada tipo de objetivo existe um tipo de dieta que irá prover os nutrientes e proteínas necessárias ao organismo, repondo a quantidade de energia que o corpo necessita.

Existe uma gama de alimentos e, muitas vezes, o mesmo alimento pode ser usado em dietas diferentes, mudando apenas a quantidade e em qual refeição ele está presente. Por isso, é importante ter um profissional qualificado para acompanhá-lo nessa caminhada.

Dietas para hipertrofia, por exemplo, são bastante focadas no ganho de proteínas, já as dietas para emagrecimento buscam a retirada de carboidratos e açúcares, focando em alimentos saudáveis e com boa saciedade.

O equilíbrio, foco, dieta e treino é fundamental para um bom resultado do seu objetivo. Confira alguns alimentos que podem te ajudar a atingir o que deseja.

  • Ovos

Os queridinhos de quem busca a hipertrofia, o ovo possui uma boa quantidade de proteínas com uma excelente digestão. Já as gemas possuem colina, que ajuda na performance dos treinos, por possuir uma vitamina presente no complexo B que regula os batimentos cardíacos, o controle da respiração e o trabalho muscular.

Também é usado no processo de emagrecimento, pois o ovo possui baixa caloria (78 calorias) e é bastante nutritivo.

  • Frango

Usado em grande parte das alimentações saudáveis, o frango possui uma boa quantidade de proteínas e uma pequena quantidade de gorduras com pouca caloria. Você pode usá-lo nas refeições para crescimento da massa muscular e perda da gordura corporal.

Além disso, graças à pouca quantidade de gordura, o frango é um excelente aliado na perda de peso.

  • Oleaginosas

As oleaginosas são muito usadas como lanches entre refeições para quem busca emagrecer. Uma quantidade limitada delas, sacia bastante e mantém o corpo até a próxima refeição.

São também usadas na hipertrofia, por possuírem gorduras boas, ajudarem na recuperação muscular graças ao ômega-3 e serem ótimas fontes de energia. Castanhas, amendoins, amêndoas, são exemplos de oleaginosas.

  • Frutas que tem baixa interferência na glicemia

As frutas vermelhas são muito usadas para hipertrofia por serem antioxidantes, auxiliando na reconstrução dos músculos após os treinos. Também são fontes de carboidratos bons com uma boa quantidade de nutrientes. O morango é um exemplo de frutas vermelhas.

Para emagrecimento, você deve procurar quais frutas são excelentes para incrementar a dieta. A melancia e a maçã são bastante recomendadas.

É importante o acompanhamento profissional durante os treinos

O treino funcional é uma excelente ferramenta para ajudar no emagrecimento e, também, na hipertrofia. Entretanto, como visto até agora, é de extrema importância buscar ajuda profissional antes de começar qualquer coisa.

Não faça exercícios sem saber o que você precisa e o seu estado atual, físico e de saúde. Procure um nutricionista, faça uma bateria de exames geral e, se possível, tenha um educador físico ou personal trainer com você.

Além disso, quando chegar a hora de escolher a academia para o seu treino, busque a academia que mais se adeque as suas necessidades com profissionais que estarão com você. Isso vale para Pilates, crossfit e outros exercícios.

Invista no melhor para sua saúde e foque no seu objetivo. Os resultados virão com certeza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui